Arquivo da categoria: Minha pequena cozinha

Rigatoni com queijo: para aqueçer!

Gratin de macaronis au fromage – Rigatoni com queijo

Rigatoni com queijo: para aqueçer!Tardo mas não falho!!!

Voltei com mais receitinhas super gostosas e muito fáceis de preparar do livro “ A Pequena Cozinha em Paris”.

E o que temos para hoje?Rigatoni com queijo.Mais fácil e saboroso impossível.É daqueles pratos que trazem “calor” ao nosso estômago e que é feito com ingredientes que normalmente você vai ter na despensa e  na geladeira.

Como o queijo é a estrela desse prato, vale à pena investir em um queijo de qualidade que vai realçar o sabor do prato!

Ingredientes

300 g de rigatoni – 200 g de queijo gruyère, comté curado ou parmesão ralado

Para o molho bechamel: 30 g de manteiga – 30 g de farinha de trigo – 500 ml de leite morno – ¼ de cebola sem casca – 1 cravo da índia – 1 folha de louro – 1 pitada de noz-moscada – sal e pimenta do reino branca a gosto

Rigatoni com queijo: para aqueçer!Preparo

Para fazer o molho bechamel, leve uma panela ao fogo médio e derreta a manteiga.Acrescente a farinha e mexa com vigor até obter um creme liso.Retire do fogo e deixe esfriar por 2 minutos,depois incorpore o leite aos poucos, mexendo sem parar.Volte a panela ao fogo médio,junte a cebola, o cravo e o louro e cozinhe em fogo brando por 10 minutos mexendo sempre.Se o molho ficar muito grosso, acrescente mais leite.

Enquanto o molho cozinha, preaqueça o forno a 180 graus e prepare o rigatoni seguindo as instruções da embalagem.

Para finalizar o molho, retire a cebola, o cravo e o louro, depois acrescente a noz moscada e tempere com o sal e pimenta-do-reino branca.Deixe esfriar um pouco.

Escorra a massa e coloque em um refratário grande.

Reserve um pouco do queijo para polvilhar sobre o rigatoni no fim e incorpore o resto ao molho morno ( Misture o queijo quando estiver morno e não quente, pois senão a gordura vai se separar da proteína e formar uma camada por cima) e misture até envolvê-la bem.Polvilhe o restante do queijo e leve ao forno por 20 minutos até ficar dourado e borbulhando.

Rigatoni com queijo: para aqueçer!

Rigatoni com queijo: para aqueçer!

Rigatoni com queijo: para aqueçer!

Rigatoni com queijo: para aqueçer!

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.Gente, estou muito orgulhosa de mim mesma, porque estou conseguindo seguir firme e forte no propósito de fazer uma receitinha e postar aqui no blog a cada 15 dias.

Para quem chegou agora, essas receitas são do livro “A pequena cozinha em Paris” da Rachel Khoo.

Hoje resolvi fazer a “receita do dia” para o café da manhã ou um chazinho da tarde.Já vou avisando que não é um bolo para quem está de dieta, porque leva muito açúcar e manteiga, mas é super saboroso e o cheirinho que invade a casa quando ele está assando é irresistível.

Além disso é fácil de fazer e de guardar a receita na cabeça, porque leva poucos ingredientes e quase todos na mesma medida.

Vamos lá???

Quatre-quarts aux agrumes

Ingredientes

4 ovos – 250 gr de açúcar – 250 gr de farinha de trigo – 1 pitada de sal – raspas de 1 limão siciliano e 1 laranja – 1 colher de chá de fermento – 250 gr de manteiga derretida e resfriada.

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 180 graus e unte e enfarinhe uma forma de bolo inglês de 23 x 12 cm.Separe as claras das gemas.Numa tigela, bata as claras em neve firme  com metade do açúcar.Em outra tigela, bata as gemas com o restante do açúcar até esbranquiçarem e engrossarem.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.Em uma terceira tigela misture a farinha às gemas e acrescente a manteiga, mexendo delicadamente até apenas incorporá-la á mistura.Por fim, adicione as claras em neve com cuidado.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Coloque a massa na forma preparada e leve ao forno por 35-40 minutos ou até o palito sair limpo quando espetado no centro (OBS. O meu demorou pelo menos 1 hora para assar.Ao dar os 35 minutos,vá espetando o palito e verificando  até que ele saia limpinho).

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

O bolo fica mais gostoso fresquinho, mas se conserva bem em um recipiente hermético por 1 ou dois dias.

Receita do dia: bolo de frutas cítricas.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.Fim de semana chegando, uma agenda cheia de tarefas para fazer e a gripe resolveu me pegar.

Mas como sou uma pessoa de palavra e não quero dar para trás no desafio que eu mesma me propus e que vou partilhar com vocês quinzenalmente (estou querendo que seja semanal), resolvi fazer hoje um prato simples, mas muito gostoso e com cara de comida que traz cuidado: “Oeufs em cocotte” ou ovos na tigelinha.

Gente, não tem como errar e é muito gostoso, ainda mais nesse tempinho que já está começando a esfriar. Você pode servi-lo acompanhado de fatias de pão italiano ou uma boa baguete francesa fresca!!!

A graça dessa receita são os ramequins em que os ovos são servidos, mas a chef inglesa deu uma ótima idéia de fazê-los em xícaras, que também fica lindo. Só tomando cuidado para saber se elas podem ir ao forno.

Mas vamos deixar de blábláblá e partir para a ação.

Ingredientes: 150 gr de molho bechamel – sal e pimenta-do-reino a gosto – 1 pitada de noz moscada – 1 punhado de salsa ou manjericão – 4 ovos

Para o molho bechamel: 30 gr de manteiga – 30 gr de farinha de trigo – 500 ml de leite morno – ¼ de cebola – 1 cravo-da-índia – 1 folha de louro – 1 pitada de noz moscada – sal e pimenta-do-reino branca

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.Leve ao fogo médio uma panela grande e derreta a manteiga. Acrescente a farinha e mexa bem com uma colher de pau até obter um creme liso (roux).Retire do fogo.

Comece incorporando 2 colheres de sopa de leite ao roux, mexendo para dissolver, depois repita a operação até ter usado ¼ do leite. Passe a mexer com um fouet e adicione o leite aos poucos.

Devolva a panela ao fogo médio, junte a cebola, o cravo-da-índia e o louro e cozinhe em fogo brando por 10 minutos, mexendo sempre para o molho não queimar no fundo da panela. Se ele ficar muito Gross, incorpore um pouco mais de leite.

Retire a cebola, o cravo e o louro, depois tempere com noz-moscada, o sal e a pimenta-do-reino branca.

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180 graus. Coloque uma boa colherada de molho bechamel no fundo de um ramequim e acrescente um pouco de salsa picada.Quebre um ovo por cima, adicione 1 colher de molho.Repita o procedimento em 3 ramequins.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.Coloque-os em banho-maria num tabuleiro com água morna na altura da metade dos ramequins. Leve-os ao forno por 15 minutos ou até as gemas estarem ao seu gosto.

Se quiser acrescente cogumelos picados, presunto, salmão defumado ou tomates cereja depois do molho bechamel.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.

Oeufs en Cocotte: comida que reconforta.

 

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.Uma das minhas decisões para o blog nesse ano de 2015 foi começar a postar alguns vídeos ou posts sobre culinária.

Sempre gostei de cozinhar e de comer também. Dizemos na nossa família que qualquer problema conosco é resolvido em torno da comida!!!

Mas sempre vinha adiando essa decisão, por achar que estava com pouco tempo, ou porque minha cozinha era minúscula.

IMG_9605

IMG_9607

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.IMG_9610

IMG_9611Daí tomei conhecimento de uma chef inglesa chamada Rachel Khoo, que vive em Paris e que tem uma cozinha menor do que a minha e ainda por cima um fogão de duas bocas e um forno minúsculo.

Então comecei a ver que adiar meu projeto era uma grande desculpa para não assumir mais um compromisso. O tamanho da cozinha era o menor dos meus problemas.

E fiquei na expectativa de comprar o livro dessa chef “A Pequena Cozinha em Paris”, quando que fosse lançado em português. Assim que adquiri, vi que ela fazia pratos saborosos e primorosos com esse espaço tão reduzido que falei para vocês.

Então a partir de agora vou compartilhar minhas aventuras na minha pequena cozinha. Vão ser receitas dos mais variados tipos e graus de dificuldade, mas também uma idéia muito legal.

Alguém já assistiu a um filme chamado Julie e Julia? É uma história real de uma moça chamada Julie Powel que decide cozinhar todas as 524 receitas de Julia Child em 365 dias.

Inspirada nessa história procurarei fazer as receitas do livro da Rachel Khoo ( de 15 em 15 dias!!), na medida em que encontro os ingredientes ou os substituo, no caso de alguma dificuldade em achá-los.Isso para provar a mim mesma que assim como ela, dá para fazer comida francesa sem grande afetamento e dificuldades.

Quando conheci Paris, resolvi sentar para jantar em um bistrô muito simples  no Quartier Latin. E quis experimentar alguns pratos típicos da culinária francesa como o Confit de Canard e o Creme Brûlée.O confit de Canard veio acompanhado de vagens selvagens e batatas com alho maravilhosas.

E qual não foi minha surpresa ao ver que uma das receitas no livro da Rachel Khoo era exatamente essa batata maravilhosa.E é por ela que nossa saga vai começar.

Então que comece o nosso desafio!!!

Gratin Dauphinois (Batatas Gratinadas – extraído do livro  A Pequena Cozinha em Paris Rachel Khoo)

Ingredientes

IMG_96131kg de batatas cerosa (ágata ou monalisa) – 300 ml de leite – 300 ml de creme de leite fresco – 1 pitada de noz moscada – 1 colher de chá de mostarda de Dijon – 1 colher de chá de sal – 1 dente de alho – 1 colher de sopa de manteiga amolecida – salsa picadinha (opcional)

Preparo:

Descasque as batatas e corte-as em rodelas de 3 mm de espessura.Coloque-as numa panela com o leite, o creme de leite, a noz moscada, a mostarda e o sal e cozinhe em fogo brando po 10 minutos.

Enquanto isso preaqueça o forno a 200 graus.Corte o dente de alho ao meio e esfregue as duas metades em todo o interior de um tabuleiro.Depois unte-o com manteiga.

Ponha a mistura de batatas com creme no tabuleiro, distribuindo-a uniformemente.Leve ao forno por 30 a 40 minutos ou até a mistura ficar dourada e borbulhando.Sirva quente, salpicando por cima um pouco de salsa se quiser, acompanhado de uma salada verde simples.

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.

Minha pequena cozinha.

A doçura do açúcar. Adoçando o paladar e a vida.

A doçura do açúcar.

Ah… A doçura do açúcar.

Segunda-feira costuma ter um gostinho amargo para a maioria de nós rsrsrs.

Por isso queria inaugurar a seção de receitas com algo bem doce e simples. Além de ter umas diquinhas de faça você mesmo para um pote de vidro lindinho para você encher dessas delícias e dar de presente.

Cozinhar, ou fazer trabalhos manuais é algo bem relaxante e tenho paixão por ambos.Essa paixão está na minha genética, porque tinha uma avó prendada na cozinha e nas artes do crochê, um avô muito inventivo e perfeccionista e uma mãe que é exatamente como esse meu avô que no caso vem a ser o seu pai!!!!

Minhas irmãs brincam que eu herdei a toda a criatividade e habiilidade lá em casa, mas já percebi que com um pouquinho de esforço as duas também podem fazer ótimos trabalhos.

A única diferença é a paixão e o quanto isso é importnate para a nossa vida.

Mas deixando de lere-lero que tal vermos o passo a passo da receita e da decoração dos potinhos de vidro?

Vamos aos ingredientes:

Açúcar refinado ou de confeiteiro – 1 xícara de chá

Água filtrada – o quanto baste

Forminhas de acetato (dessas usadas para fazer bombons)

A doçura do açúcar.

 Modo de preparo: 

Coloque o açúcar em uma vasilha e vá pingando a água aos poucos, até que o açúcar fique com aparência de uma areia molhada.

A doçura do açúcar.

Com uma colherzinha de chá, vá preenchendo as forminhas com a mistura e pressione bem com o dedo, para que o açúcar fique bem “compactado” e liso.

A doçura do açúcar.

Após preencher toda a forminha, coloque sobre ela uma tábua de carne ou forma e vire (como se fosse desenformar um bolo). O pulo do gato é desenformar tudo assim que preencher toda a forminha. Os torrões de açúcar sairão facilmente. Deixe eles descansando por cerca de uma hora, depois disso você já pode guardá-los.

O número de torrões vai depender da quantidade de espaços de cada forminha e você pode fazer quantas receitas achar necessário. Mas é sempre bom fazer aos poucos, para que a mistura não endureça antes de colocar na forminha.

A doçura do açúcar.

Você reparou que em algumas fotos apareceram torrões verdes?! Caso queira colorir os seus, é só pingar corante alimentício na quantidade e cor desejada logo após ter misturado o açúcar com a água.

A doçura do açúcar.

 Fica uma fofura né? Agora vamos te ensinar um jeito bem legal para presentear usando os torrões de açúcar.

 Material:

Fita adesiva dupla face larga

Pote de vidro (você pode aproveitar algum que já tenha em casa)

Tesoura

Retalhos de tecido

Botões variados

Tira bordada

Cola branca

A doçura do açúcar.

 Passo-a-passo:

Cole a fita adesiva no verso do tecido. Corte na largura que você quiser. Retire o papel de proteção da fita e cole no vidro.

 

A doçura do açúcar.

A doçura do açúcar.

Cole a tira borada com cola branca sobre o tecido.

A doçura do açúcar.

Usando também a cola branca, ou cola quente, decore o vidro com os botões. Aproveite para usar a imaginação!!!

A doçura do açúcar.

Coloque os torrões dentro do vidrinho…com cuidado para não quebrar…!!!

A doçura do açúcar.

Para decorar a tampinha, desenha um círculo no papel de proteção da fita e recorte. Aí é só retirar o papel e colar o tecido na tampa.

A doçura do açúcar.

A doçura do açúcar.

A doçura do açúcar.

Viu como foi fácil?

Já pensou na delicadeza de oferecer essas delícias para amigos e familiares? Coisinhas tão simples que fazem a vida ser mais doce!!!