Arquivo da categoria: Minha pequena cozinha

Gougères – Bombinhas de queijo

Gougères – Bombinhas de queijoEsta é a versão salgada das chouquettes. Tradicionalmente, elas são polvilhadas com um queijo forte, como um comté curado, mas pode-se usar também gergelim preto, ervas e especiarias. Essas bombinhas salgadas são deliciosas.  Prepare tudo de antemão para facilitar na hora de preparar a receita.

Ingredientes

IMG_3063125ml de água – 125ml de leite – 100g de manteiga em cubos – 1 colher de chá de sal – 1 colher de chá de açúcar – 1 pitada de chilli em pó – 170g de farinha de trigo forte – 75g de queijo duro ou semi-duro (gruyère, comte, parmesão ou cheddar) – 2 colheres de sopa de ervas bem picadas (salsa, coentro, manjericão ou cebolinha – opicional) – 4 ovos

Preparo

Preaqueça o forno a 180 graus. Coloque em uma panela a água e o leite, acrescente a manteiga, o sal, o açúcar e o chili e leve ao fogo alto. Quando a manteiga derreter, abaixe o fogo e adicione a farinha toda de uma vez. Mexa com força. Nesse ponto, a mistura terá  consistência de purê empelotado. Junte 50g de queijo ralado e as ervas (se for usar). Continue batendo até obter uma bola lisa que solte da panela.

Tire a panela do fogo e mexa até a massa esfriar o bastante para ser manuseada. Incorpore um ovo de cada vez – a massa vai ficar empelotada, mas mexa sem parar e ela ficará lisa ( sugiro que olhe o ponto da massa, antes de acrescentar todos os ovos, no meu caso foram necessários apenas 2, para a massa não ficar mole). Uma vez incorporados os ovos e com  a massa lisa, coloque-a num saco de confeitar de 5mm. Forre vários tabuleiros com papel manteiga, pingando um pouco de massa em cada canto para fixar o papel.

Para formar as gougères, segure o bico a um ângulo de 90 graus a cerca de 5mm do tabuleiro. Mantenha o bico reto e esprema uma quantidade de massa do tamanho de uma noz, depois vire o bico de lado para que ela pare de sair. Repita o procedimento para fazer 20-30 gougères, com 2 cm de intervalo entre elas. Se ficarem muito pontudas, molhe a ponta do dedo com água e bata delicadamente para abaixar as pontas, ou elas queimarão no forno. Polvilhe com o restante do queijo ralado* antes de levar ao forno por 20 minutos ou até ficarem douradas e crocantes.

É melhor comê-las na hora, mas elas podem ser guardadas por vários dias em um pote hermético. Para deixá-las crocantes, leve-as ao forno a 150 graus por 5 minutos.

*Em vez de polvilhá-las com queijo ralado, você pode usar sementes de papoula, cabelo-de-vênus, alcaravia, gergelim, ou combinar o queijo com as sementes.

Gougères – Bombinhas de queijo

Gougères – Bombinhas de queijo

Pissaladière – Torta de anchovas, cebola e azeitonas pretas.

Pissaladière - Torta de anchovas, cebola e azeitonas pretas.O nome pissaladière vem de pissala, uma pasta salgada de peixe usada originalmente para dar sabor ao prato. Hoje, a base, semelhante a uma pizza, é coberta com anchovas em vez da pasta de peixe, misturadas com cebolas refogadas e azeitonas pretas.

Ingredientes

Pissaladière - Torta de anchovas, cebola e azeitonas pretas.

5g de fermento biológico – 75ml de água morna – 1 pitada de açúcar – 150g de farinha de trigo forte – ½ colher de chá de sal – ½ colher de chá de alecrim seco – 1 colher de sopa de azeite de oliva, mais um pouco para pincelar

Para o recheio: 500g de cebolas grandes cortadas em lâminas – 8 anchovas com óleo escorrido ( como aqui em Belo Horizonte as anchovas que se encontram são aquelas bem  pequenas, substituí por sardinhas em óleo) – 1 colher de sopa de azeite de oliva mais um pouco para regar – 1 pitada de açúcar – as raspas finas de 1 laranja (opcional) – 10 azeitonas pretas sem caroço

Preparo

Comece pela base. Dissolva o fermento na  água com o açúcar. Junte o restante dos ingredientes secos numa tigela, acrescente o fermento dissolvido e o azeite e misture para formar uma massa. Vire-a sobre uma superfície polvilhada com um pouco de farinha e sove até estar lisa e bem elástica ( uns 5 minutos).

Unte uma assadeira com azeite. Abra a massa até ficar com 3mm de espessura ( como uma pizza fina e do formato que você quiser)  e coloque- a na assadeira, empurrando-a para subir pelas laterais. Pincele com azeite, cubra com um pano úmido e deixe crescer num lugar quente por  30 minutos.

Nesse meio tempo prepare o recheio. Refogue delicadamente as cebolas e 2 das anchovas no azeite por 30-40 minutos. Quando as cebolas estiverem macias e com consistência de compota, adicione o açúcar e as raspas de laranja ( se for usar). Deixe esfriar por 10 minutos.

Preaqueça o forno a 200 graus. Disponha as cebolas sobre a massa e depois as outras anchovas (sardinhas)*. Regue com um pouco de azeite e leve ao forno por 20-25 minutos, ou até a massa dourar. Retire do forno e coloque as azeitonas por cima. Sirva quente ou fria.

*Se preferir as sardinhas mais suculentas em vez de sequinhas, coloque-as no fim junto com asa azeitonas.

Pissaladière - Torta de anchovas, cebola e azeitonas pretas.

Pissaladière - Torta de anchovas, cebola e azeitonas pretas.

Sabayon de champanhe com morangos e tomates-cereja.

Sabayon de champanhe com morangos e tomates-cereja.Você sabia que segundo os cientistas tomates e morango têm os mesmos componentes de sabor?

Pensando nisso a Rachel Khoo criou essa receita de sabayone que combina morangos e tomates e pode acreditar fica muito gostoso

Esse é um prato leve e fofo e você vai se surpreender com a textura  desse creme simples e muito saboroso.

Ingredientes

Sabayon de champanhe com morangos e tomates-cereja.200g de morangos (grandes e bem vermelhos) cortados ao meio ou em quatro – b100g de tomates-cereja cortados em quatro e sem sementes

Para o sabayon: 4 gemas – 25g de açúcar – 100ml de champanhe

Preparo

Para preparar o sabayon, coloque os ovos numa tigela em banho-maria com o açúcar e bata com o fouet até esbranquiçar e engrossar. Acrescente a champanhe e bata a te o sabayon ficar bem grosso e começar a espumar, o que leva cerca de 10 minutos. Para saber se está no ponto, desenhe um oito com o fouet – se não desmanchar está pronto.

Divida o sabayon em tigelas rasas, coloque os morangos e os tomates por cima e sirva imediatamente.

Sabayon de champanhe com morangos e tomates-cereja.

Sabayon de champanhe com morangos e tomates-cereja.

Pão de alecrim e queijo de cabra.

Pão de alecrim e queijo de cabra.A  massa desse pão é bem versátil e lembra um pouco na focaccia italiana, embora os franceses estiquem e cortem o pão, dando-lhe a forma de uma folha

Os talhos na massa aumentam a superfície do pão garantido que ele fique mais crocante e asse mais rápido!

Além disso com a massa básica você pode inventar várias coberturas como sobras de legumes assados , queijos, frutas, ervas – são muitas as possibilidades.

Na receita original a Rachel Khoo usa também lavanda seca, mas como aqui é difícil, encontrar a versão comestível, fiquei  só no queijo de cabra e alecrim!!

Ingredientes

10g de fermento biológico – 250ml de água morna – 400g de farinha de trigo forte – 1 ½ colher de chá de sal – 1 colher de chá de alecrim seco – 2 colheres de sopa de azeite de oliva , mais um pouco para pincelar – 80g de queijo de cabra duro em cubos pequenos – sal grosso para polvilhar

Preparo

Misture o fermento com  a água morna, mexendo até dissolvê-lo por completo. Numa tigela, junte a farinha, o sal, o alecrim e a lavanda. Adicione o fermento dissolvido e o azeite e misture tudo. Vire a massa numa superfície levemente enfarinhada e sove até obter uma bola lisa e pegajosa ( não acrescente muita farinha, pois ela deve ficar pegajosa). Cubra com filme plástico e deixe crescer num lugar quente por 1 hora, em seguida leve à geladeira por 1 noite.

No dia seguinte, vire a massa sobre uma superfície enfarinhada e sove por 5 minutos ou até formar de novo uma bola macia. Cubra com um pano úmido e deixe crescer nu lugar quente por 30 minutos.

Abra a massa em um retângulo grande, depois corte na diagonal, formando 2 triângulos. Faça um corte grande no meio de cada triângulo sem chegar  até o fim, começando perto do lado menor e parando antes do canto oposto. Faça 3 talhos pequenos a cada lado do corte, usando os dedos para abri-los como se fossem os veios de uma folha. Coloque cada triangulo sobre um pedaço de papel manteiga ( eu sugiro untar o papel manteiga bastante para que não grude no pão quando assar- experiência própria rsrs) e distribua os pedaços de queijo pressionando-os na massa levemente. Cubra com um pano úmido e deixe crescer num local quente por  1 hora ou até dobra de volume.

Preaqueça o forno a 240 graus e coloque uma assadeira no forno. Pincele o pão com azeite e polvilhe umas pitadas de sal. Quando o forno estiver quente, asse o pão na assadeira por 5 minutos, depois reduza para 210 graus e asse por mais 15-20 minutos ou até dourar. Ele fica mais gostosos morno.

Pão de alecrim e queijo de cabra.

Pão de alecrim e queijo de cabra.

Maionese de alho com legumes crus crocantes.

Maionese de alho com legumes crus crocantes.A maionese de alho é tradicionalmente um prato principal, mas em vez de servir a maionese do jeito clássico com legumes cozidos, experimente servir com legumes crus para ter crocância e frescor.

E nada melhor do que um prato assim, para deixar as refeições mais leves nesse tempo quente que temos experimentado nos últimos dias!!30

Ingredientes

Maionese de alho com legumes crus crocantes.Legumes crus da estação ( cenouras, rabanetes, pimentões, tomates cereja, folhas de endívia, de preferência baby)  suficiente para 4 porções.

Para o aioli: 1 fatia de pão de forma sem casca – 4 colheres de sopa de leite – 4 dentes de alho – 1 gema – 250ml de azeite de oliva (não o extra virgem) – 3 colheres de sopa de suco de limão siciliano – sal e pimenta-do-reino a  gosto

Preparo

Prepare os legumes para mergulhá-los no molho, mantendo os talos para decorar.

Para preparar o aioli, deixe o pão de molho no leite por 10 minutos.

Esprema o excesso de líquido e soque o pão com o alho em um pilão até obter  uma pasta lisa. Acrescente a gema e continue socando, então adicione aos poucos o azeite. Continue socando até a maionese engrossar, então incorpore o suco de limão, o sal e a pimenta (não se assuste, a maionese só vai tomar consistência depois que você acrescentar o suco de limão, antes disso ela fica bem líquida). Se não for usar na hora, conserve em um recipiente hermético na geladeira, mas consuma no mesmo dia. Mexa bem antes de servir, pois às vezes o molho endurece um pouco quando gelado.

Sirva o aioli em um potinho rodeado de legumes para mergulhar nele.

Maionese de alho com legumes crus crocantes.

Maionese de alho com legumes crus crocantes.Esse bowl lindo da foto é do Ateliê de Cerâmica Flávia SoaresLocalizado na cidade de Contagem, perto de Belo Horizonte é um lugar delicioso para se conhecer. Você vai se encantar!!!

Selo da foto: Icon made by Agata Kuczminska from www.flaticon.com.